Uma vez estagiário, sempre estagiário.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

As 48 Leis do Poder - Vigésima Lei

Escrito por with 2 comentários
É impressionante como nos comprometemos com coisas tão grandes por motivos tão insignificantes. Quando era mais jovem, sempre me comprometia com as coisas e ficava encabulado de desmarcar.
Por quantas vezes me comprometi de estudar com algumas pessoas e por estar cansado não compareci; de trabalhar até mais tarde e surgir um imprevisto; de ir visitar alguém e não conseguir pois o carro deu problema; até mesmo de brigas que depois eu não apareci por saber que iria apanhar, depois que parei e pensei a respeito.

O resultado sempre foi o mesmo. As pessoas ficam frustradas com a falta de comprometimento e você se torna uma pessoa ruim por conta disso, devido a sua falta de palavra. O engraçado é que se você sempre colocar o ar de dúvida e aparecer vez ou outra, você fica com uma fama de pessoa comprometida com o caso.

Quando percebi isso e comecei a falar "talvez eu apareça", "vou ver se consigo ir", "possivelmente eu vá", todo mundo começou a me ver com olhos de "se ele está dizendo que talvez apareça, significa que ele fará de tudo para ir, e que se não aparecer é, portanto, um infortúnio". Apesar de fazer a mesma coisa que sempre fiz, começaram a me levar mais a sério.

Portanto, ao invés de já prontamente dizer uma certeza, deixe o benefício da dúvida tomar conta.

NÃO SE COMPROMETA COM NINGUÉM

2 comentários:

  1. Parabéns amarelo, continue com essa série de posts. Uma dica fale mais sobre o ancapistao.

    ResponderExcluir
  2. Ótima série. Muito recomendado que continue com as publicações. Assim como você, sou assíduo leitor e estudioso dos livros do R. Greene. Deveria fazer uma série sobre as 33 Estratégias de Guerra, A arte da sedução, A 50a Lei e Maestria. Quem sabe montar um curso, vídeos, audiobook dos estudos/análise das leis por determinado valor (pois sei que é trabalhoso fazer... já tenho um esboço do projeto).
    Sucesso!

    ResponderExcluir