Uma vez estagiário, sempre estagiário.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

As 48 Leis do Poder - Décima Segunda Lei

Escrito por with 3 comentários

Estava no posto de gasolina tomando um cerveja, enquanto deixava o tempo passar. Já era tarde da noite, e tinha mais algumas pessoas ao meu lado onde estava bebendo, quando fui ao banheiro para liberar as outras três cervejas que já havia bebido.

Ao passar por trás do posto, fui surpreendido por um bandido com uma faca que me parou e ordenou:
- Me passa dinheiro e celular, agora!

Eu olhei para ele, percebi que estava ansioso pois provavelmente era seu primeiro roubo. Na minha carteira havia mais de cem reais e o meu celular era muito importante para ser dado de mão beijada, não pelo seu preço, que para mim era irrisório, mas pelos contatos que estavam guardados ali.

- Amigo, está vendo aquela turma que está bebendo ali na frente do posto? Então, são amigos meus do quartel de Bragança, dois cabos e um soldado, além das duas sargentos que estão lá. Todos muito bem armados, assim como eu estou. Vou fazer o seguinte... Peguei bem devagar a minha carteira, tirei vinte reais e entreguei a ele.

- Vamos fazer assim, lhe darei vinte reais, e você some daqui, ou você tenta com esta faca me roubar e chamo por socorro deles caso não consiga pegar minha arma. A escolha é sua.

Eu sentia o medo e o desespero na cara do novato meliante. Ele retirou da minha mão a nota de vinte reais o mais rápido que pode e saiu correndo.

Aqueles não eram meus amigos. Eles não eram do exército. Eu não era do exército. Nem mesmo eu ou eles tinham armas consigo. Eu apenas usei e abusei de uma coisa chamada honestidade e generosidade seletiva. Mostrei-o que as chances estavam contra ele, e lhe dei uma saída como se eu fosse uma pessoa generosa.

Posso ter sido roubado e perdido vinte reais, mas poderia ter perdido muito mais. Por isso, lembrem-se:

USE A HONESTIDADE E A GENEROSIDADE SELETIVAS PARA DESARMAR A SUA VÍTIMA

3 comentários:

  1. O que eu mais gosto das leis do poder, não é nem o fato de aplicá-las ativamente, mas sim de poder identificar quando alguém está fazendo isso com você.. hehehe

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa! realmente, não havia pensado por este ponto.

      Excluir