Uma vez estagiário, sempre estagiário.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Cinderella Man e Homens de Brio

Escrito por with 24 comentários
Esta semana eu assisti um dos filmes mais emocionantes que já vi. Cindella Man (2005) com Russell Crowe é simplesmente um filme maravilhoso.

O filme conta a história de James J. Braddock, um boxeador que foi campeão de pesos pesados de 1935 a 1937. A história começa mostrando a vida do boxeador antes da quebra da bolsa em 1929 e depois o filme acompanha o andar da vida de Braddock nos períodos onde ele morava em um "apartamento" de um cômodo com sua mulher e seus três filhos.

Porém o que mais me comoveu no filme inteiro não foram os problemas que Braddock passou, mas como ele os enfrentou, colocando sua família como objetivo principal. Não se importando em trabalhar nem mesmo com uma das mãos quebradas, e deixando sua mulher cuidando dos seus filhos.

Podem me chamar de ultrapassado, mas acredito que hoje, o maior problema das novas gerações são que, os filhos não são criados pelos pais, mas sim por estranhos, afinal, já ficam nas creches depois dos seis meses, e depois de lá já entram nas escolas e de lá só saem depois da faculdade.

Ora Estagiário, estamos em tempos diferentes. Hoje, homens e mulheres devem trabalhar e as crianças devem ficar com os avós ou em creches para que ambos possam crescer profissionalmente.

Olha, do fundo do meu coração, se ambos pensam desta maneira, é melhor não terem filhos. Porque se alguém coloca como objetivo principal o sucesso profissional e não a família, então pra quer ter um filho? E digo isso, não querendo dizer que as mulheres devem largar seus empregos, afinal, se sua mulher ganha três vezes mais que você, largue o emprego você e vá cuidar dos filhos.

Ah, mas e se ambos ganharem aproximadamente a mesma coisa?

Dai temos duas saídas. Uma delas é diminuir as despesas e conseguir viver com um pouco menos de dinheiro, caso ambos ganhem uma quantia significativamente grande, ou sendo um homem de brio, você homem, trabalhará em quantos empregos forem necessários para garantir o sustento da casa, simples assim.

Hoje, não encontramos estes tipos de pessoas, apenas pessoas que querem algo profissional, e meia dúzia de sonhos que podem ser comprados com dinheiro. Não há o que dizer além disso, afinal, isso é fato!

O Corey escreveu um excelente texto sobre o que ele pensa sobre a família e a maturidade masculina. Eu encaro as coisas da maneira oposta. Acho que a falta da família no período de criação de valores é algo que realmente está acabando com as novas gerações... Homens procurando bocetas ao invés de mulheres, sexo ao invés de amor e trabalho ao invés de família. Sair de casa na minha opinião vem com a criação de valores, simples assim. Você sabe que não pode ficar sempre com seus pais, e que você terá que viver a sua própria vida.

Então eu deixo aqui meu pensamento para vocês... Se for ter um filho, entenda, que a sua prioridade deve ser sua família, ponto. Se seu trabalho for primordial, e você ou sua mulher não estiverem dispostos a largar o emprego para criar seus filhos como devem ser criados, então meu amigo, não tenha filhos. Pare de tentar encontrar o amor da sua vida nas festas e baladas. Você nunca encontrará. Tome vergonha na cara de conseguir conversar com as mulheres... Encontre uma mulher que você sabe que poderá chamar de "minha mulher", uma mulher que você confie, case/ajunte-se com ela, construa uma família se quiser, mas seja homem de brio, e coloque a felicidade da sua família em primeiro lugar, ao invés da sua. E por fim, entenda... Homem, com H maiúsculo, não trai, tem palavra e tem valores que não são discutíveis, moleque, tem preço.

Uta!

sexta-feira, 15 de maio de 2015

O conto das vinhas sicilianas

Escrito por with 11 comentários
Ouvi um conto hoje muito bom que quero compartilhar com vocês. A região da Sicília, é muito conhecida pelos seus vinhedos de alta qualidade que são capazes de desenvolver uma das melhores uvas para serem transformadas em excelentes vinhos. De acordo com a pessoa na qual me contou sobre a história, é possível ver vinhas em todos os lugares da Sicília, em vastas plantações, pequenos produtores e até mesmo nas casas mais simples, nos quintais de família.

As vinhas são plantas que não possuem um tronco muito forte, fazendo com que elas se tornem ou rasteijantes ou trepadeiras, dependendo do local onde ela é produzido, contudo, as plantas que se tornam rasteijantes em poucas semanas secam, ou as que conseguem sobreviver, não produzem frutos bons e não conseguem se desenvolver por muito tempo.

Portanto, o que os donos das vinhas fazem para que elas possam gerar os melhores frutos e se desenvolverem melhor é, colocar "barreiras" em cada novo ramo que aparece, muitas vezes troncos com vários sulcos, telas de alambrados, outras vezes, são plantadas próximas de grandes árvores, ou próximas a locais onde haja vários obstáculos para que os ramos consigam se apoiar. Ao fazer isso, os ramos demoram um pouco mais a crescer, pois precisam de força e tempo para conseguirem se dispersar e grudar nos obstáculos colocados em sua frente, porém, apesar do tempo maior para dar frutos e para se tornar uma verdadeira vinha, este processo faz com que as uvas produzidas por elas sejam de melhor qualidade.

A nossa vida é assim também. Podemos escolher o caminho mais fácil, sem obstáculos, que seja simples e que não tenha nenhum tipo de risco ou problema. Porém este caminho irá nos guiar para uma vida medíocre, sem grandes visões, sem que possamos dar a sociedade e a história bons frutos, pois como nossa visão é limitada, próxima do solo, não temos noção de como o mundo pode ser grande e bonito.

Quando escolhemos os caminhos dos obstáculos, quando escolhemos lutar contra aquilo que é difícil, é como se essa luta fosse um dos ramos da nossa vida... Nós iremos crescer, iremos chegar a lugares onde ninguém chegou, e depois de tudo isso, daremos os melhores frutos possíveis, poderemos retribuir a todos, com os nossos espólios conseguidos após darmos nosso suor, sangue e lágrimas. Portanto, nunca peça para que sua vida seja fácil, mais simples ou sem problemas... Peça para que você seja duas vezes mais forte para conseguir aguentar todos os obstáculos que a vida colocou na sua frente e que possa subir e se fortalecer como um broto de um vinhedo.

Uta!