Uma vez estagiário, sempre estagiário.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Índice Estagiário de FIIs [Nov/14]

Escrito por with 2 comentários
Fechamento do Índice Estagiário de FIIs do mês de Novembro de 2014.

O fechamento é composto por três tabelas:
1. Tabela de Cotação
2. Tabela de Rendimentos
3. Tabela de Retornos

Na Tabela de Cotação teremos informado a quantidade de cotas por ativo, o preço do fechamento, a porcentagem do ativo no índice e o valor do papel no índice. Será mostrado qual o valor do índice no final do mês, bem como a sua variação mensal. Para motivos de comparação, será informado também o IFIX e sua variação no mês. Por fim, serão informados quais rendimentos mensais do período analisado.

Na Tabela de Rendimentos, será informado os rendimentos de cada papel no período analisado e a porcentagem do rendimento do ativo em relação ao caixa do mês. Será mostrado também a quantidade de cotas por ativo e o valor total recebido por cada fundo.

A Tabela de Retornos poderemos ver a valorização mensal de cada ativo e o seu rendimento mensal. Nela será possível verificar a relação entre o rendimento mensal comparado com o índice no mesmo período, incluindo e excluindo o valor do caixa.

Tabela de Cotação
O mês de Novembro de 2014 foi marcado pela queda de boa parte dos fundos. O Índice Estagiário ficou com uma desvalorização de 2,91%, fechando melhor do que o IFIX que ficou desvalorizado em 3,05%.
Tabela de Rendimentos
 Os rendimentos deste mês foram mais homogêneos com a maioria dos fundos tendo participação entre 4% a 6%.
Tabela de Retornos
HTMX11B liderou a queda juntamente com RBRD11 com 10,19% e 9,37% de desvalorização respectivamente. Somente FEXC11B obteve valorização acima de 1% no período. Devido a queda, SPTW11, XTED11 e HTMX11B tiveram rendimentos neste mês acima de 1%.

Uta!

2 comentários:

  1. Olá Estagiário!

    Hoje vou comentar sobre os segmento de escritórios.
    Tenho além do BRCR11, o KNRI11, HGRE11, XPCM11.
    O BRCR, KNRI e HGRE tem em comum serem multiinquilino, multiempreendimento e gestão ativa. Para mim são as melhores opções que temos no universo do fii, pois o fundo fica posicionado num imóvel enquanto for interessante, vendendo com lucro e distribuindo para os cotista. Assim teremos um portfolio sempre reciclado e nunca ficaremos com um imóvel defasado e velho. Se não fosse pela necessidade de diversificação e controle de risco ficaria apenas com os fii de gestão ativa e robustos como esses.
    O XPCM11 é um monoempreendimento e monoinquilino, o que aumenta o risco. A sua localização (Macaé – Rj) e estratégica para o seu inquilino ( Petrobrás) . A sua participação é a menor dentro da minha carteira, exatamente pelo risco da saída a petro, a sua realocação seria bem complicada.

    Abs
    CWhiteSox

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueci de incluir também o RNGO11 que a tenho em carteira tb com um percentual reduzido.

      O RNGO11 é um monoempreedimento e multiinquilino. É um imóvel diferenciado em qualidades, conseguindo manter uma baixa vacância em comparação aos seus pares da região (alphaville).

      Como é monoempreendimento e se localiza numa região de alta vacância , existe o risco de futuramente ocorrer um aumento da vacância também.

      Por isso o tenho em baixo percentual dentro da minha carteira mais como diversificação.

      Abs
      CWhiteSox

      Excluir