Uma vez estagiário, sempre estagiário.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Não existe tempo pra luto...

Escrito por with 3 comentários
Sem choro, temos que tocar o barco
A Dilma se reelegeu, a última chance que nós que somos contra este governo do PT esvaiu-se. A Bolsa de Valores abriu com queda de 10% nos papéis brasileiros, e possivelmente este será o cenário para os próximos anos, queda de investimento no Brasil e bolsa em queda.

Apesar de tudo isso... Temos que tocar o barco. Amanhã é um novo dia, um pouco mais cinza para nós, mas ainda sim, um novo dia. Iremos trabalhar, pagar nossas contas e ouvir rizadinhas de colegas que votaram a favor do governo atual, como se isso fosse um jogo de futebol que foi decidido nos penalties. Confesso que estou muito triste de saber que a maioria dos brasileiros ainda acredita que o atual governo será bom para o Brasil nos próximos quatro anos, mas não há como mudar isso.

Robert Kiyosaki comenta em seus livros da série Pai Rico, Pai Pobre que nós não podemos criar as regras; a única coisa que temos que fazer é, segui-las ou não. Então, retire essa imagem de "Brasil de luto" do seu Facebook, limpe as lágrimas, levante-se do chão e mãos-a-obra.

Vamos arregaçar as mangas, trabalhar e investir nosso dinheiro, seja em nossos próprios negócios ou na bolsa de valores, mesmo com este governo que continua a, cada dia que passa, acabar com todas as nossas vontades de pensar em um futuro melhor.

Lembro de uma frase do filme Karate Kid III, que o senhor Myiagi fala para o Daniel:
- Eles quebraram sua loja!
- Eu reconstruo.
- Eles quebraram seus vasos!
- Eu compro novos.
- Eles mataram seus bonsai.
- Eu planto-os novamente.
Lembrem-se, não importa o quanto tentem acabar com nosso ideal de um futuro melhor para nós, continuem insistindo, pois só conseguirão seu objetivo, quando nós desistirmos.

Uta!

3 comentários:

  1. Tb acho que esta histporia de luto é uma boboseira.! Bola pra frente!

    ResponderExcluir
  2. O Luto não significa imobilidade, simples assim! O luto é um estado de espírito, mas que pode ser um combustível para mais ações enérgicas e construtivas.

    ResponderExcluir