Uma vez estagiário, sempre estagiário.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

I want you here, in Canada, please!

Escrito por with 16 comentários
Vamos imaginar um país 17% maior que o Brasil porém com apenas 18% da população. Pois é, este é o Canadá. Agora, vamos deixar as coisas um pouco mais complicadas... Imagine que esta população de 35 milhões de habitantes não está querendo ter filhos, fazendo com que a massa trabalhadora comece a diminuir e a de aposentados comece a subir... Isso gerará um colapso no sistema previdenciário e econômico do país.
Para resolver este problema é necessário que a quantidade de trabalhadores continue a aumentar, e a população comece a ter filhos. Mas isso demanda tempo, e quanto mais se atrasa, mais pessoas vão se aposentando e isso vai gerando uma bola de neve cada vez maior. Uma solução simples? Abrir as fronteiras para pessoas que estejam interessadas em trabalhar de carteira assinada no país para que isso mova a economia, gerando mais empregos e consequentemente, fazendo com que o governo arrecade mais para poder gastar com os aposentados.

Calma lá Estagiário, você está me dizendo que o Canadá está precisando de imigrantes? É isso mesmo?

Exato meu caro amigo. Mais precisamente de 200 mil novos imigrantes a cada ano, isso só para fazer com que o sistema previdenciário e econômico continue funcionando.

Mas o por que disso? Explico. O Canadá, assim como a maioria dos países na década de 1940 a 1960 sofreu com uma alta expressiva da população, chamados de Baby Boomers. Este aumento populacional foi excelente na época em que estavam trabalhando, pois significava um aumento de arrecadação para o governo, porém, estão se tornando um problema hoje, porque estão começando a se aposentar e não estão repondo o "estoque" de trabalhadores, criando assim um ralo para o dinheiro público. Está previsto que em 2026 toda está geração já se aposente, ou seja, este será o pior momento para o governo canadense.

Mas qual o perfil que o Canadá está procurando para imigrar?
Pessoas com menos de 35 anos, com perfil profissional em alta no mercado canadense. Por conta disso, os canadenses estão procurando pessoas que queiram fazer uma graduação ou pós no país, pois assim terão a certeza de uma mão de obra especializada pronta para o mercado de trabalho. Ou melhor, deixe-me refazer esta frase. O Canadá está querendo pessoas com menos de 35 anos para um mercado abarrotado de oferta de trabalho, para preencher altas demandas de mão de obra. Em outras palavras, estão pedindo por favor para imigrarem para o Canadá.

Estagiário, eu tenho mais de 40 anos, não pretendo estudar por lá, tenho mulher e filhos mas mesmo assim quero ir para lá. Como eu faço?

Bom, neste caso o buraco é mais embaixo, pois o país não está precisando de você morando por lá, mas isso não quer dizer que suas chances sejam zero. Por conta da alta demanda de imigrantes que o país está precisando, e que sinceramente não está conseguindo, eles irão iniciar em 2015 um programa chamado de Express Entry, onde eles avaliam o seu caso, e deixam em uma lista de espera, que seriam as pessoas que podem ser chamadas caso a quantidade de imigrantes não supra a necessidade do país. É lógico que este processo é muito mais lento, mas isso não quer dizer que não irão chamá-lo.

Agora, vamos imaginar que você tenha 20 e poucos anos, esteja estudando, tenha uma vontade incontrolável de morar no Canadá e tenha um inglês/francês bom, assim como eu. Você já possui grandes chances de conseguir imigrar, mas se quiser aumentar mais ainda elas, encontre uma oportunidade de emprego em alguma empresa canadense.

Como conseguir isso? Existem duas formas, a primeira aqui no Brasil e as demais no Canadá.

No Brasil
Com o advento da internet, tudo ficou  mais fácil. Você pode enviar seu currículo para as empresas canadenses que podem te chamar para trabalhar por lá. É difícil, mas não impossível.

No Canadá
Tudo fica mais fácil quando você está presente, isso é fato. Você pode ir para o Canadá para estudar inglês, fazer intercâmbio através dos programas brasileiros (o meu caso) ou ainda, tentar alguma faculdade pública por lá e conseguir a permissão de trabalhar. Com você nas terras geladas dos alces e castores, a coisa fica muito mais fácil. Você pode tentar algumas entrevistas de emprego, enviar currículo para as empresas das cidades próximas, ou ainda, fazer o bom e velho networking para facilitar a sua vida por lá.

Lembrando que pra trabalhar no Canadá, você precisa da permissão de trabalho. Trabalhar sem a permissão é ilegal e conta pontos negativos (muitos pontos negativos) caso seja pego (vai por mim, você será).

Outro ponto a se lembrar é que você precisa de um atestado de proficiência na língua, e o melhor, não precisa necessariamente do inglês, pode ser também o francês. Mas lembrem-se, achar que sabe falar é uma coisa, na hora do teste você verão que não é bem assim (comentarei sobre isso na próxima postagem).

Resumindo...
O Canadá precisa de você, estudante, trabalhador, que saiba falar inglês ou francês, que não tenha preguiça de trabalhar, e que queira viver em um país de primeiro mundo.

16 comentários:

  1. Excelente texto para ajudar a abrir a mente e iluminar os caminhos de milhares de jovens mancebos que desconhecem esse tipo de oportunidade!

    Uta com louvor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Troll,

      Pois é.. Muitos imaginam um caminho quase que impossível para a imigração, sendo que ele é muitas vezes mais fácil do que se pensa.
      :)

      Uta!

      Excluir
    2. Canadá é fácil. Quebec, mais ainda. Iria imigrar, mas terminei com um namorado e passei num concurso aqui e resolvi ficar.

      Fora que não tinha juntado dinheiro para as taxas... é um país que pesquisei bastante e sei de muita coisa. Qualquer dúvida, estamos aí, Uta

      Excluir
    3. Olá Maria,

      Pesquisei também este país antes de ter a certeza de que era ele que eu queria morar por um período de tempo.
      Pode deixar que se tiver alguma dúvida eu dou um toque :)

      Uta!

      Excluir
  2. Ótimo post, Estagiário!
    Só faltou citar a fonte do site Canadá para Brasileiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caio,

      Se tem uma coisa que eu detesto é quando eu esqueço de colocar o principal que é a fonte :)
      Obrigado por me alertar.

      Uta!

      Excluir
  3. Não seja ingrato...2 de junho de 2014 21:33

    Agradeça ao Lula e a Dilma pela oportunidade que você está recebendo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vou nem dar ao luxo de responder a esse comentário :)
      Uta!

      Excluir
  4. ai putaquepariu... ja tou olhando ate o paraguai manolo... :( acho que não rola pra mim, mas vou tentar olhar isso ae...

    abraço,
    Victor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. faça o teste, Victor

      http://www.form.services.micc.gouv.qc.ca/epi/index.jsp?languageCode=en

      Excluir
    2. Victor,

      Algumas mudanças simples no dia a dia fazem você melhorar e muito o seu inglês :)

      Uta!

      Excluir
  5. bons sites são o http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/EN/

    http://www.cic.gc.ca/ENGLISH/INDEX.ASP

    Serviço público canadense: http://www.carrieres.gouv.qc.ca/obtenir-un-emploi/recherche-demploi/resultat-de-recherche/index.html?tx_nurrechempl_pi1%5Bsearchtype%5D=category&tx_nurrechempl_pi1%5Bcategory%5D=all

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. blogs: http://rapaduraplease.blogspot.com.br/

      http://brasilgatineau.blogspot.com.br/

      http://brasiliacanada.blogspot.com.br/

      série J'adopte un Pays, que conta a história de um casal que saiu do Brasil para viver no Canadá
      https://www.youtube.com/watch?v=fDuTtSGXnnY&list=TL4RWPgonA9u6vbp1Va9aB2dTR8xrrd8IJ

      Excluir
    2. Maria,
      A sua segunda língua é o francês ?

      Uta!

      Excluir
    3. não, infelizmente, mas hei de aprender um dia. Ainda não tenho segunda língua... só o portuga mesmo

      Excluir
  6. Estaca,

    belo post!
    Realmente o Canada é um dos países que facilita esse processo de imigração.
    Já, sair daqui com um emprego lá garantido, acho quase impossível. Nenhuma empresa gosta de fazer isso (a nao ser que seja transferência), E tem o problema de algumas áreas serem regulamentadas. Um engenheiro que que saia daqui, terá grandes dificuldades de se certificar e consequentemente vai diminuir suas chances de emprego na área. Talvez até mesmo se submeter a "subempregos".
    O visto é até "facil", mas sucintamente não vejo as coisas tão fácieis assim para quem já não é mais estudande.
    Conheço amigos que foram e estão com dificuldades para arrumar emprego...

    Bem. Aguardarei os seus post com suas impressões de lá,
    Eu até cogitei ir no próximo ano, 2015. Mas no momento (devido ao conforto da situação atual) prefiro esperar. Se a coisa ficar "preta" aqui, quem sabe?!

    abs
    Boa sorte e boa viagem!

    ResponderExcluir