Uma vez estagiário, sempre estagiário.

terça-feira, 22 de abril de 2014

Algumas dicas financeiras para os jovens

Escrito por with 7 comentários
A história que será contada a seguir, mostra uma conversa entre o neto de vinte anos e seu avô rico.

Estava lendo as notícias do jornal e tomando meu café da tarde na varanda de casa. Meu neto, estava assistindo televisão enquanto minha filha e genro estavam ajudando minha mulher na cozinha.

John, meu neto, desligou a televisão e sentou-se do meu lado. Ficou uns três minutos olhando para o nada. Sabia que ele estava querendo conversar, mas esperei até tomar a iniciativa, e foi bem direta, tenho que admitir.

- Sabe, eu fico me perguntando avô, como o senhor conseguiu juntar tanto dinheiro, em tão pouco tempo...
- E quem disse que foi em pouco tempo, seu cabeça de bagre?
- Ué, o senhor não começou a juntar dinheiro depois que meu pai nasceu?
- Hahahahahaahaha! - dobrei o jornal, pois sabia que aquela seria uma longa conversa -, meu querido neto... Na sua idade eu já poupava dinheiro do jeito que dava.
- Hã? Mas só tenho vinte anos... O senhor começou a juntar dinheiro com vinte anos?
- Mais ou menos... Quer dizer, eu tentava não gastar, e com o dinheiro que eu guardava eu juntava na minha conta.
- Mas como o senhor fazia isso?
- Com algumas coisas simples.
- Mas que coisas avô, conte-me.
- Ok, ok, ok... Vamos lá...

Aprenda a cozinhar
No meu tempo, cozinhar era somente para as mulheres... Hoje em dia as coisas mudaram, mas ainda sim os homens não sabem cozinhar. Quando você faz sua própria comida, além de ser mais saudável, gasta-se menos... Sem contar que as mulheres amam um homem que saiba cozinhar e não apenas colocar uma comida pronta no micro-ondas.

Guarde para sua aposentadoria agora
Quando eu tinha quinze anos já trabalhava como estoquista em uma loja de conveniência perto da minha casa. Com dezoito já tinha algo em torno de vinte mil reais, porém, como era cabeça de bagre, gastei todo o meu dinheiro, não guardei nenhum centavo. Se eu tivesse guardado apenas mil reais, eu teria R$11.737,08 com cinquenta anos, assumindo uma taxa anual de 8%.

Compre um carro confiável, não chamativo
Você jovens de hoje em dia gostam de carros esportivos, com toda aquela baianagem que colocam no carro. Sabe o que foi meu primeiro carro? Um carro de quinze anos que meu tio me deu de presente. Logicamente, que aquele carro não era confiável, por isso fiz a revisão completa e gastei quase metade do valor do carro para deixá-lo redondinho, mas me serviu durante bastante tempo. Só depois que fui mudando de veículo e comprando carros mais novos. Adquira um carro confiável primeiro, depois compre os chamativos.

Organize a entrada e saída de dinheiro
Quando tinha vinte anos, decidi tomar as rédias do meu dinheiro. Comprei um caderninho e ia anotando o que entrava de dinheiro e o que saia. Andava com ele por todos os lugares. Quando comprava um presente para sua avó anotava, quando ia comer em algum restaurante anotava, até mesmo quando comprava o jornal. Dessa maneira, sabia exatamente todos os meus gastos e podia controlar o dinheiro da melhor maneira possível.

Viva com seus pais o maior tempo possível
Ok, sei que essa dica é difícil, ainda mais para um jovem como você. Ter sua própria casa, ou ainda, morar com os amigos é muito bom, porém gera gastos, que poderiam ser cortados facilmente. Imagine o quanto você irá gastar com água, luz, telefone, aluguel, gasolina, e tudo mais só para poder ter um pouco de privacidade. Fique o máximo que conseguir lá, assim irá poupar mais.

Saiba o que quer da vida antes de entrar na faculdade
Imagine você entrando em na faculdade dos seus sonhos, e no final do curso descobre que não é aquilo que você quer. Pronto, gastou quase meia década a toa, isso se for uma faculdade pública, se for particular então, além do tempo foram-se milhares de reais. É melhor ficar sem uma faculdade por alguns anos até descobrir o que realmente quer, do que entrar na primeira que ver pela frente e descobrir no meio dela, que não gosta daquilo. Tenha calma e escolha conscientemente.

Não se apresse em se casar
Sua avó e eu casamos depois de quase dez anos de namoro. Casar antes de conhecer a pessoa pode resultar em divórcios. E nós sabemos que todos os divórcios são custosos não somente monetariamente falando, mas também psicologicamente. Por isso, escolha bem a sua companheira e case apenas quando achar que estiver preparado.

Alugue uma casa antes de comprar
Você é jovem, para que se comprometer em adquirir uma casa agora? Imagine se aparece uma oportunidade de emprego em outro estado ou até mesmo em outro país? Primeiro alugue uma casa, e só depois de que sua estiver mais estabilizada, ai sim compre uma, de preferência construa, assim além de ser uma casa do seu jeito, ela sairá mais barata.

Dê um tempo antes de ter um filho
Curta a vida de recém casado por alguns anos, faça tudo o que você quiser fazer e depois pense em ter filhos. Sendo curto e grosso, filhos, apesar de valerem cada centavo, são muito, mas muito caros. Um filho muito cedo pode por tudo o que juntou em risco, quando não estiver preparado. Além do mais, não estou querendo ser bisavô, pelo menos ainda não.

- Mas vovô, o senhor pensou em tudo isso antes mesmo de fazer?
- Sim, o problema é que muitas dessas coisas aprendi na cabeçada. Quando você faz algo de errado, a vida tenta te avisar de maneira bem calma, como por exemplo um soco no rosto e um chute no peito. Ouça o que seu avô disse, e tenho certeza que você galgará os degraus com mais firmeza do que eu. Agora vamos entrar, acho que sua avó preparou aquele guisado que ensinei a ela.

Se a história não foi muito boa, desculpem, ela foi de minha autoria, mas queria deixar a postagem menos massante :)

Uta!

7 comentários:

  1. Excelente reflexão. Já já vc não será mais um estagiário. Será efetivado rs.

    ResponderExcluir
  2. Excelente criatividade. Parabéns estagiario

    ResponderExcluir
  3. Puta texto, Estagiário! Na minha opinião uma das coisas mais importantes é sobre a faculdade, a maioria das pessoas vai no embalo que "tem que fazer faculdade" e acaba gastando tempo e dinheiro preciosos. Sobre começar a guardar cedo eu discordo um pouco, acho legal guardar uma quantia mínima enquanto se é jovem pra criar o hábito, mas acho que a juventude é idade pra gastar, isso abre a visão, um jovem tem que sair, ir pra balada, beber, conhecer pessoas, viajar... Se começar a juntar cada centavo, vai ser um adulto frustrado. Sobre cozinhar acho importantíssimo assim como saber o mínimo de mecânica e cuidados do lar como pintar uma parede e trocar um interruptor.

    Abração!

    Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Corey,

      Acho também que a gente tem que gastar quando é novo. O problema é que, vai por mim, eu já vi muitas pessoas fazerem isso...
      Verificam que estão no vermelho, mas tem uma balada muito boa para ir, então ficam no vermelho para ir naquela balada... Afinal se eu ficar no vermelho em R$50,00, o que são apenas R$3,00 de juros no final do mês?
      Acho que temos que fazer o seguinte... Primeiro, guardar só 10%, só isso, mais nada e gastar o resto com, como o meu colega diz, "criando histórias para contar para os netos". :)

      UTa!

      Excluir
    2. Boa história, mas desculpe a pergunta o que é esse lance de UTa! ?

      Excluir