Uma vez estagiário, sempre estagiário.

domingo, 22 de dezembro de 2013

Performance dos Setores das Empresas

Escrito por with Sem comentários
Esta postagem tem como principal objetivo mostrar um apanhado geral de como estão indo as empresas neste ano de 2013 de acordo com a classificação do setor empresarial feito pela Bovespa.

Todas as informações são do ano de 2013 e foram retiradas do site Fundamentus. Foram pesquisadas todas as empresas listadas no Bovespa para fazer o apanhado geral.

Para garantir melhor a integridade dos dados, foi pego somente um papel de cada empresa sendo escolhido aquele que tiver maior quantidade de transações diárias (maior volatilidade).

O resultado encontrado foi o seguinte:


O setor "Financeiro e Outros" foi destacado pois como envolvem muitos bancos e outras empresas de difícil análise possivelmente os dados estejam distorcidos.

Neste primeiro momento podemos verificar que dos dez setores, apenas quatro setores apresentam margem líquida positiva. Cinco apresentaram lucro líquido positivo (P/L positivo), e quatro apresentam ROE negativo.

Isso nos mostra que a Bolsa de Valores possui muitos micos, e muitas dessas empresas estão com tantos problemas que obstruem as empresas lucrativas. Outro ponto interessante é que muitas dessas empresas estão presentes em vários índices, o que apoia a minha ideia de investir diretamente em empresas e não em fundos ou ETF's.

Contudo, se nós retirarmos as maçãs podres do cesto, veremos que nem tudo é tão ruim assim. Se analisarmos somente as empresas que em 2013 tiveram lucro líquido positivo, margem líquida positiva, ROE positivo e dívida bruta sobre o patrimônio menor que um, teremos uma visão melhor dos setores.


Aqui temos uma melhor visualização dos setores e suas características de acordo com o resultado das empresas presentes nos mesmos. Aqui podemos perceber as características de cada setor e como é importante não comparar empresas de setores diferentes, pois cada um tem suas peculiaridades, como por exemplo o setor de tecnologia de informação que quase não possui dividas e as empresas de utilidade pública tem dívidas de mais da metade do patrimônio líquido, ou ainda o DY de alguns setores, que chega a ser menos que 2% no caso do e outros que chegam a ser maior que a inflação do período.

Este estudo será utilizado para a reanálise das empresas que irão entrar na minha carteira no ano de 2014.

Fiquem agora com um pouco do Rock & Roll de 1950.


Um grande Uta a todos, feliz natal e um excelente ano novo.

0 comentários:

Postar um comentário